Blog

Mercado comemora Dia da Mandioca

No comments

A Embrapa criou o Dia da Mandioca em 2007. Conhecida por aipim, macaxeira, maniva e tantos outros nomes dependendo da região do país, a mandioca é considerada um dos mais importantes alimentos da cultura alimentar brasileira. Por ser muito energética, rica em fibras e carboidratos, é considerada estratégica contra a fome. Eleita pela Organização das Nações Unidas, a ONU, como o alimento do século 21, ela é reverenciada em nossas terras há muito tempo e chegou a ser apelidada de “rainha do Brasil”. Propositalmente, o Dia da Mandioca coincide com o Descobrimento do Brasil, devido à sua relevância para o nosso país desde os tempos da colonização.

Versátil, ela é soberana na culinária brasileira em pratos regionais e até na alta gastronomia, e entre seus derivados estão a farinha, que acompanha do feijão ao pirão de peixe, passando por pratos de cozidos muito apreciados. Mas, atualmente, um dos maiores sucessos derivados da raiz é a tapioca. E a criatividade de cozinheiros amadores e profissionais não tem limite para utilização do alimento. Nas receitas originais, coco ralado, queijo coalho e carne seca são as opções mais tradicionais, mas é possível encontrar versões com chocolate, leite condensado e até mesmo opções vegetarianas.

Tapiocas recheadas com queijo e carne seca, rúcula e tomate seco e morando com chocolate.

Segundo o pesquisador Joselito Motta, da Embrapa Mandioca e Fruticultura, “a mandioca foi e é de tão grande importância que a primeira Constituição Brasileira, datada de 1824, foi apelidada de ‘Constituição da Mandioca'”. Motta ainda ressalta que, além da importância econômica para o Brasil, a mandioca ainda possui grande relevância social por sua importância na segurança alimentar, proporcionando o cultivo em lugares semiáridos, por exemplo. Mesmo com a falta de chuva, a mandioca possui uma resistência que favorece a agricultura familiar e s famílias que dependem do seu cultivo para a alimentação. Devido ao acúmulo de energia em suas raízes, o vegetal resiste a longos períodos de estiagem.

Mas a mandioca vai muito além da culinária ou de uma rica fonte de nutrientes. A raiz movimenta negócios direta ou indiretamente em uma infinidade de segmentos responsáveis por movimentar cifras milionárias todos os anos. Além de se transformar em alimentos e bebidas como beiju, carimã, tucupi, tacacá, rosquinhas, biscoitos, farinha, polvilho, tapioca, a tiquira e até mesmo sorvetes e pão de queijo, o processamento da mandioca gera uma importante para matéria-prima utilizada em diferentes indústrias, a fécula de mandioca. Da fécula podem se originar adesivos vegetais e sintéticos, diferentes papéis como papelão ondulado, selos e envelopes, tintas acrílicas e vinílicas, produtos farmacêuticos (cápsulas de remédios), cosméticos em geral entre outros. Uma infinidade de curiosidades que falaremos mais em uma nova publicação.

A VMAQ orgulha-se de fazer parte desse importante segmento para o país e é especialista em produzir máquinas para o processamento da mandioca. Somos responsáveis por toneladas de produtos distribuídos para todo o Brasil todos os anos. E você, também é produtor de tapioca, fécula de mandioca, farinha de mandioca, polvilho doce, polvilho azedo ou algum dos produtos citados no nosso post? Então comemore esse dia conosco e, se estiver procurando modernizar sua fábrica com garantia de alta eficiência produtiva, entre em contato conosco através do telefone (47) 3521-6486 ou do e-mail vmaq@vmaq.ind.br.

Compartilhe

Quer ajudar a divulgar o Dia da Mandioca? Preparamos o material abaixo para você salvar no celular e compartilhar com seus amigos e clientes. Você também poderá compartilhar diretamente da nossa página no Facebook: http://www.facebook.com/vmaqindustria

Imagem para WhatsApp 01

Imagem para WhatsApp 02

Fontes: EBC Rádios / Palácio do Planalto / Saúde Abril

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

marketing@vmaq.ind.brMercado comemora Dia da Mandioca

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *